+55 (11) 2078-4221

Brasil, o país do Software as a Service!

21

nov, 17

Brasil, o país do Software as a Service!

lucratividadePesquisa mostra efervescência do mercado brasileiro de cloud, desencadeando o surgimento de centenas de startups focadas na oferta de SaaS

O Software as a Service (SaaS), definitivamente, conquistou o Brasil. O modelo de consumo de sistemas como serviço atrai empresas que buscam a promessa de escalabilidade, elasticidade e pagamento de acordo com a demanda. No lado da oferta, esse aquecimento do mercado faz surgir um ecossistema pulsante de startups com tecnologias inovadoras de olho na demanda crescente.

O segmento de SaaS cresce de forma consistente no país e, segundo dados da IDC, movimentou quase meio bilhão de dólares em 2016. Proporcionalmente, esse número ainda é pequeno frente ao faturamento total da indústria de TI, mas revela um contexto de aceleração. Leia mais aqui.

O cenário é ainda mais animador, especialmente, quando consideramos que o volume de negócios apontado representa uma expansão de 44% sobre o desempenho de 2015. A tendência é de aceleração, pelo menos, até 2020.

O fato inegável é que o amadurecimento do consumidor para o modelo desperta o interesse de empresas em busca de uma fatia desse segmento. Uma pesquisa inédita divulgada recentemente revelou que empreendedores brasileiros enxergam uma oportunidade gigantesca para surfar essa onda do software as a service.

O levantamento “Brazil SaaS Landscape 2017” investigou um universo composto por mais de 400 executivos de startups focadas na oferta de tecnologias como serviço. É interessante notar que 71% do total das companhias ouvidas no estudo nasceram depois de 2010. Clique aqui para ter acesso ao levantamento.

Além disso, é importante observar que grande parte dessas novas empresas surgem para atender demandas de um mercado local cheio de particularidades. Logo, existe a percepção de que é possível aproveitar o ambiente nacional para oferecer soluções em nuvem que preenchem gaps de soluções estrangeiras, agregam valor e atendem a especificidades brasileiras, o que garante vantagens competitivas e maiores oportunidades para quem consegue ter ofertas diferenciadas.

O levantamento destaca também uma tendência de empreendedores mais experientes envolvidos nesses projetos. O contexto soma-se, ainda, à percepção de uma economia em recuperação e retomada de investimento por parte de fundos de venture capital, que ajudam esses empreendimentos nascentes a ganharem musculatura financeira e escala.

De acordo com a pesquisa, São Paulo abriga quase metade das startups de SaaS em atividade no Brasil atualmente. O estado é seguido por Santa Catarina e Minas Gerais. Outro ponto de destaque do estudo é o nível de eficiência dessas empresas, apontadas como “confiáveis e resistentes”.

A conclusão do estudo é que o mercado brasileiro de software como serviço já representa uma oportunidade considerável para empresas que se posicionam para surfar essa onda. Porém, outro ponto que vale menção é que esse segmento está apenas começando a elevar seus níveis de maturidade.

Assim, a ideia é que a computação em nuvem, pouco a pouco, passa a ocupar uma posição de protagonista no mercado geral de TI. Quem conseguir posicionar-se com vantagem agora, certamente, terá um futuro bastante promissor de receitas recorrentes pela frente.

COLOR SCHEME Unlimited color options are avaliable via Options Panel.