+55 (11) 2078-4221

Tendências de cloud para 2019

13

nov, 18

Tendências de cloud para 2019


Mais segura, mais híbrida e mais quântica. Veja o que esperar da nuvem em 2019

2018 já dobrou a esquina e um novo ano começa a se desenhar no horizonte próximo. De olho no futuro, as consultorias e empresas mapeiam tendências e traçam suas apostas. A nossa frente veremos as transformações seguirem seu rumo de evolução cada vez mais intenso e novas pressões sobre empresas e líderes de TI chegarão. Uma coisa é certa: a nuvem ficará cada vez mais presente como forma de atender expectativas de clientes, parceiros e colaboradores.
Há alguns números interessantes indicando o que é possível esperar de 2019. A consultoria Bain & Company observa uma explosão no volume de novas aplicações e serviços em nuvem, enquanto a KPMG indica que plataformas as a services (PaaS) será uma modalidade em franco crescimento e consolidação no próximo ano.
A seguir, apresentamos três tendências que vêm a reboque dessa massificação da nuvem – algumas até fogem do óbvio – e que é legal ficar de olho. Enquanto uns conceitos estarão disponíveis já no próximo ano, outros levarão mais tempo para se concretizarem de maneira prática (mas 2019 será um ano crítico para sua materialização). Confira.
1. Mais segura
No dia 25 de maio de 2018, o GDPR (sigla para Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados) passou a ser fiscalizado, estabelecendo um novo padrão sobre privacidade e segurança de dados pessoais na internet. A norma é focada nos cidadãos de países da Comunidade Europeia, mas como a nuvem não enxerga fronteira, afeta empresas ao redor do mundo.
A regra é um importante passo à frente para os direitos de privacidade, refletindo em qualquer companhia que armazene ou processe informações. Segundo um estudo divulgado pela IBM, a maioria das organizações pesquisadas (60%) está adotando o GDPR como uma oportunidade para melhorar a privacidade, a segurança e o gerenciamento de dados ou como um catalisador de novos modelos de negócios, em vez de simplesmente um problema ou impedimento de conformidade.
2. Mais híbrida
O futuro da nuvem não é público e não é privado. O futuro da nuvem é híbrido e composto por diversos serviços que precisarão conversar entre si. Para 2019, mais e mais empresas optarão por abordagens de nuvem híbridas. Por quê? Porque fazer a transição completa para cloud é desafiador e, na maioria dos casos, não atende totalmente as necessidades e particularidades de cada organização.
No próximo ano, mais empresas escolherão por um modelo híbrido que lhes permita tirar o melhor de cada um dos mundos. A tendência, apontam consultorias, é que cada empresa acesse pelo menos seis nuvens diferentes, fornecidos por diversos vendors – como Microsoft, IBM, AWS e Google.
Com a adoção de cloud atingindo seu pico histórico desde a massificação do modelo, CIOs precisam entender as vantagens e desvantagens de cada uma das nuvens antes de tomar uma decisão que melhor se adapte a seus negócios. Para isso, será fundamental contarem com parceiros preparados para servirem com conselheiros em suas jornadas.
3. Mais quântica
Há muito tempo se fala em um modelo de computação não puramente binário. A cloud pode colocar essa promessa a nossa porta bem antes do que esperávamos. Vimos bons avanços nessa seara ao longo dos últimos dois anos, e a competição entre IBM, Microsoft, Intel e Google pode aproximar o computador quântico de nossas realidades, de forma a solucionar problemas ainda mais complexos em nossas vidas.
Em novembro de 2017, a Big Blue estabeleceu um marco na indústria de TI quando lançou uma versão de computador quântico de 5 qubit e uma de 20 qubits, e começou a oferecer isso como um serviço de nuvem. Grandes empresas, como JPMorgan Chase, Daimler Honda, Barclays e Samsung, foram os primeiros a se inscrever para testes.
Foi o começo de um mercado a ser desbravado. Outras companhias seguiram a IBM nessa empreitada, de olho em um volume financeiro global estimado em US$ 1,9 bilhão em 2023 – chegando a US$ 8 bilhões em 2027, considerando componentes, máquinas, algoritmos, aplicativos e software.
Os três pontos acima apenas reforçam mais uma vez o potencial inovador e transformador desencadeado pela computação em nuvem. A jornada para cloud precisa ser sempre bem planejada. A Ingram Micro Cloud Brasil vem fortalecendo seu ecossistema para que os parceiros atuem como trusted advisor para que seus clientes tirem o máximo proveito de um mundo repleto de múltiplas nuvens. Visite nosso marketplace e explore oportunidades em um mundo digital.

COLOR SCHEME Unlimited color options are avaliable via Options Panel.