+55 (11) 2078-4221

Cloud é realmente bom pra PME?

18

dez, 18

Cloud é realmente bom pra PME?


A resposta é sim! Veja quatro bons argumentos para que pequenas e médias empresas fiquem ainda mais atraídas pela nuvem

A computação em nuvem é atrativa para organizações de qualquer tamanho, mas precisamos combinar: cloud cai como uma luva para pequenas e médias empresas (PME). Escalabilidade, elasticidade e pagamento de acordo com a demanda, premissas trazidas pelo modelo, agregam benefícios tangíveis muito claros para companhias de menor porte. Aliás, vamos ser realistas, dificilmente um negócio dentro desse perfil não está utilizando alguma tecnologia “como serviço”, seja um e-mail ou sistema de gestão de carteira de cliente baseado na web.
No fim do dia, a nuvem possibilita o acesso a dados e aplicativos de classe empresarial de qualquer lugar, a qualquer momento, de qualquer dispositivo, a um preço razoável. Há quem diga que cloud é a melhor invenção corporativa depois do surgimento da calculadora. Mas você está ciente dos muitos recursos e vantagens que os serviços em nuvem podem trazer para companhias em franco crescimento? A seguir, alguns argumentos que farão PMEs ficarem ainda mais atraídas pelo conceito. Confira.

1. Permite economizar dinheiro. As empresas não precisam mais comprar software ou infraestrutura computacional. Além da conveniência de não ter que adquirir sistemas e instalá-los em seus próprios servidores, o uso de aplicativos na nuvem pode ser consideravelmente mais barato, especialmente quando considerado o custo total de propriedade (TCO) da tecnologia. Isso porque, com cloud, o cliente não precisa pagar um profissional ou equipe inteira para fazer coisas como instalar e atualizar o ambiente, gerenciar equipamentos físicos, executar backups, etc. A beleza da cloud é que tarefas de manter o serviço ou aplicação é de responsabilidade do parceiro de nuvem, sendo que a área de TI só precisa se concentrar em garantir o melhor uso das ferramentas e em impulsionar novas oportunidades de negócio.

2. É possível consolidar necessidades de aplicações separadas em serviço complementares de um único fornecedor. Empresas como Microsoft possuem uma suíte corporativa completa, que cobrem praticamente toda demanda de uma PME. Por exemplo, o Office 365 integra e-mail, calendário, processador de texto e planilha, além de outras ferramentas indispensáveis para atividades de produtividade em escritório. Além disso, a provedora também possui sistemas de videoconferência e conectividade, colaboração, também em nuvem, que se integram com a primeira solução. Há também, dentro do portfólio cloud da Microsoft, ferramentas integradas de gestão empresarial (ERP) e gerenciamento de clientes (CRM) dentro da suíte Dynamics. Tudo isso garante uma experiência corporativa completa, a partir de uma plataforma integrada que proporciona excelente experiência para usuários.

3. Ganhe mais espaço e capacidade. Armazenamento, backup de dados e softwares ocupam um grande espaço em servidores, computadores e dispositivos móveis. Com a computação em nuvem, a empresa tira proveito da escala dos equipamentos em grandes data centers dos provedores de serviços em cloud, responsáveis por armazenar e processar sistemas e informações. Isso, no final do dia, permite que as utilizem em suas atividades e operações máquinas menos potentes (economizando recurso) e explorem de maneira mais simples e fluida os benefícios da mobilidade, acessando ferramentas de qualquer lugar, a partir do smartphone.

4. Mantenha a TI atualizada e sistemas seguros sem ter que se preocupar com isso. Cloud trouxe uma nova dinâmica nas rotinas de atualização de sistemas. Atualmente, não há mais aqueles grandes lançamentos anuais de novas versões dos softwares. Pelo contrário, agora, a cada melhoria, pequenos pacotes com atualizações incrementais são disponibilizados pelos fornecedores de forma continua e automatizada. Assim, as empresas que usam tecnologias em nuvem ganham tempo e tem menos preocupações com paradas (programadas ou não) para rodar rotinas de atualização das ferramentas. Há vantagem também na frente de segurança, uma vez que falhas e ameaças são identificadas e corrigidas de maneira constante e sistêmica, mais rapidamente.
Como vimos acima, as soluções “as a Services” fornecem inúmeras vantagens, como simplicidade e segurança, o que ajuda a elevar a produtividade e agilidade. No fim do dia, computação em nuvem é um modelo revolucionário de consumo de tecnologia.

Adquirir software, plataforma ou infraestrutura como serviço (SaaS, PaaS e IaaS, respectivamente, na sigla em inglês) é bastante atrativo para qualquer perfil de empresa. Porém, é ainda mais interessante para organizações em ritmo acelerado de crescimento. Caso queria explorar o que há de melhor das soluções em nuvens, visite o Ingram Micro Cloud Marketplace.

COLOR SCHEME Unlimited color options are avaliable via Options Panel.